Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Paixão por Lisboa

Espaço dedicado a memórias desta cidade

Paixão por Lisboa

Espaço dedicado a memórias desta cidade

A Revolução de Sidónio Pais e o Liceu Feminino de Maria Amália Vaz de Carvalho

Sempre que via estas fotos de 1917, intrigava-me que estrutura seria esta, quando tudo à volta ainda era um descampado, com as artérias novas rasgadas, mas sem vestígios de alguma construção.
A resposta foi-me dada por uma outra foto, uma vista aérea sobre a zona do parque Eduardo VII, do início dos anos 30. A referida estrutura pertencia à primeira fase da construção do Liceu feminino Maria Amélia Vaz de Carvalho, obra essa iniciada em 1915 e suspensa em 1921. Este Liceu, projecto inicial do arquitecto Miguel Ventura Terra, teria as obras reiniciadas em meados dos anos 30, pela mão do arquitecto António do Couto de Abreu, sendo o Liceu inaugurado em 1933.

rev.jpg

Revolução de Sidónio Pais, acampamento das tropas revoltosas, Dezembro de 1917, fotógrafo n/i, in a.f. C.M.L.

Revolução de Sidónio Pais, acampamento das trop

Revolução de Sidónio Pais, acampamento das tropas revoltosas, 5 de Dezembro de 1917, foto de Joshua Benoliel, in a.f. C.M.L.

Fotografia aérea da avenida da Liberdade e arredo

Fotografia aérea da Avenida da Liberdade, Marquês de Pombal e Parque Eduardo VII, entre 1930 e 1932, fotógrafo n/i, in a.f. C.M.L. A seta indica a localização do Liceu.

Liceu Maria Amália Vaz de Carvalho, 1958, foto de

Liceu  Feminino de Maria Amália Vaz de Carvalho, 1958, foto de Salvador de Almeida Fernandes, in a.f. C.M.L.

Mais sobre mim

foto do autor

Calendário

Dezembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Pesquisar

 

Visitante

Tradutor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D