Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Paixão por Lisboa

Espaço dedicado a memórias desta cidade

Paixão por Lisboa

Espaço dedicado a memórias desta cidade

Crónica de um viajante Francês em Lisboa, 1867

"Na margem direita do Tejo, á beira duma enseada immensa, esplendia o amphitheatro de Lisboa. As collinas pareciam vestidas de palacios, cujas columnas elegantes, brotando entre moitas de verdura e de flores, se refflectiam nas aguas.
Nem uma nuvem só maculava o azul do ceo. A que se entre-divisava; alem, num relance, entre duas collinas, mostrava-se o aqueducto das Aguas Livres; sobre uma rocha escarpada surgia a velha cidadella de S. Jorge; á medida que me approximava os contornos tomavam reflexo ou fugiam segundo os accidentes do terreno. Logo appareceram as arcadas graciosas da Praça do Commercio e o seu magestoso caes; vi Jose I que, de cima do seu cavallo, encarando o rio, parece fazer ao estrangeiro as honras da capital moderna construida pelo seu grande ministro Sebastião de Carvalho marquez de Pombal, depois do terremoto de 1755 ter derrubado Lisboa. Esse Terreiro do Paço, ou Largo do Commercio, como lhe quizerem chamar, com seus monumentos alinhados, os seus arcos do triumpho, e a sua estatua equestre, produz um effeito duma incomparavel grandiosidade. Os portuguezes com justiça se ufanam desta praça, que seria o mais bello ornamento da mais esplendida capital. Em presença dos caes silenciosos, a vista das aguas ermas, evoca-se involuntariamente o passado, e tem-se pena de que já fugisse o tempo, em que se chegava á praia depois de se terem percorrido as ruas duma verdadeira cidade de navios, depois de se terem reconhecido os pavilhões dos mais distantes reinos, o tempo em que nas praças se cruzavam azafamados o negro africano, o indio, o marujo do Baltico, e o Levantino..."
in "O panorama : jornal litterário e instructivo da Sociedade Propagadora dos Conhecimentos Úteis", Vol. XVII, 2º da 5ª Série, N.º 37 de 1867

Panorâmica da praça do Comércio tirada a partir

Panorâmica da praça do Comércio tirada a partir do rio Tejo, s/d, pormenor de uma foto de Leilão Soares e Mendonça, in a.f. C.M.L.

1.jpg

Sequência de fotos que retratam uma panorâmica da zona ribeirinha de Lisboa, desde a Junqueira até Santa Apolónia, anteriores a 1901, do Estúdio Mário Novais, in a.f. C.M.L. Vislumbra-se a Cordoaria, na Junqueira, a Igreja da Memória, e o Palácio da Ajuda.

2.jpg

Zona que compreende a Tapada da Ajuda, vendo-se o Observatório Astronómico de Lisboa, a Serra de Monsanto, o vale de Alcântara, e o Paço das Necessidades.

3.jpg

Zona Marginal entre Alcântara e Santos.

4.jpg

Zona compreendida entre Santos e o Cais do Sodré.

5.jpg

Zona entre o Cais do Sodré e Santa Apolónia, ao centro, a Praça do Comércio.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Calendário

Junho 2017

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Pesquisar

 

Visitante

Tradutor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D