Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Paixão por Lisboa

Espaço dedicado a memórias desta cidade

Paixão por Lisboa

Espaço dedicado a memórias desta cidade

Mosteiro dos Jerónimos

"...E D. Manuel, vendo coroados os esforços de quatro gerações de nautas destemidos, iniciou em 1500 com o primeiro ouro que das Indias lhe trouxeram os nossos navegadores, a construcção do magestoso templo de Santa Maria de Belem...O mosteiro de Belem representa pois uma epoca, o periodo mais glorioso da nossa historia; é uma epopêa em marmore; os Luziadas de pedra, que não deixa de admirar maravilhado quem por mar entra na capital."
in Branco e Negro : semanário ilustrado, N.º 42 (17 Jan.) de 1897

 

Mosteiro dos Jerónimos 1.jpg

 Mosteiro dos Jerónimos,1920/30, foto de Ferreira da Cunha, in a.f. C.M.L.

"Data de 1496 o pedido feito pelo rei D. Manuel I à Santa Sé, no sentido de lhe ser concedida autorização para se erigir um grande mosteiro à entrada de Lisboa, perto das margens do Tejo.

Uma das razões da construção prende-se, por certo, com a vontade do monarca reunir em panteão o ramo dinástico por ele iniciado (Avis-Beja). A dedicação do Mosteiro à Virgem de Belém foi outro factor que pesou na decisão régia.

O Mosteiro dos Jerónimos, veio substituir a igreja outrora existente no mesmo local, cuja invocação era Santa Maria de Belém e onde os monges da Ordem de Cristo prestavam assistência aos mareantes em trânsito.

Em 1501 começaram os trabalhos e aproximadamente um século depois, as obras estavam concluídas. D. Manuel I canalizava para as obras de Belém grandes somas. Boa parte da chamada " Vintena da Pimenta" (aproximadamente 5% das receitas provenientes do comércio com a África e o Oriente, o equivalente a 70 kg de ouro por ano) servia para custear os trabalhos que, desde o início, decorrem em estreita dependência do próprio rei.

O edifício do Mosteiro dos Jerónimos exibe uma extensa fachada de mais de trezentos metros, obedecendo a um princípio de horizontalidade que lhe confere uma fisionomia calma e repousante. Foi construído em calcário de lioz que se retirava muito próximo do local de implantação, na Ajuda, no Vale de Alcântara, Laveiras, Rio Seco e Tercena."

in http://www.mosteirojeronimos.pt/pt/index.php?s=white&pid=219

Mosteiro dos Jerónimos início séc. XX.jpg 3.jpg

Mosteiro dos Jerónimos, início séc. XX, foto de José Chaves Cruz, in a.f. C.M.L.

Mosteiro dos Jerónimos início séc. XX.jpg 2.jpg

 Mosteiro dos Jerónimos, início séc. XX, foto de José Chaves Cruz, in a.f. C.M.L.

Mosteiro dos Jerónimos, foto de Filmarte.jpg

Mosteiro dos Jerónimos, início séc. XX, foto de Filmarte, in a.f. C.M.L.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Calendário

Setembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Pesquisar

 

Visitante

Tradutor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D