Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Paixão por Lisboa

Espaço dedicado a memórias desta cidade

Paixão por Lisboa

Espaço dedicado a memórias desta cidade

Palácio do Duque do Cadaval, antes da demolição

Socorrendo-nos, uma vez mais da revista "O Occidente", podemos relativamente às fotos que acompanham este pequeno texto, aferir dois factos: podemos datar com mais precisão as datas das fotos, e podemos igualmente conhecer os estabelecimentos existentes antes da demolição destes edifícios situados na antiga Rua do Príncipe, actual Rua 1º de Dezembro.
Passemos pois ao que vem escrito na referida revista:
"É toda a frente occidental d'este lado, que a nossa gravura representa, que vae ser demolida para a construcção da grande estação central dos caminhos de ferro, testa da linha urbana de Lisboa.
Compõe-se ella de dois predios de grande importancia, sendo um o palacio do sr. Duque do Cadaval. que tem dois andares com 8 janellas de frente cada um, e o outro, pertencente ao sr. D. Francisco d'Assis d'Almeida, tambem de dois andares com 6 janellas. O primeiro d'estes edificios completa, com o terreno que lhe pertence, uma superficie de 8:375 metros quadrados, e o segundo 508 metros quadrados.
Nas trazeiras d'estes dois predios estende-se a quinta e jardim pertencente ao primeiro, e que confina com a cêrca da Misericordia e pateo do Penalva, seguindo por detraz dos demais predios que formam a parte occidental da rua do Principe, até a calçada do Duque, que tambem assim se chama por pertencer o seu terreno do lado direito, á velha casa Cadaval.
Nos predios que vão ser demolidos estavam os seguintes estabelecimentos:
Um armazem de vinhos que tem a porta n.º 71.
Um estanco, a que pertencem as portas n.os 73 e 75.
Loja de artigos militares, porta n.º 77.
Tabacaria e deposito de vinhos do Alto Douro, portas n.os 79 e 81.
Cabelleireiro, n.º 83.
Casa de Paris. - Corôas e flores artificiais, n.º 85.
Armazem de moveis, n.os 87, 89 e 91.
As restantes tres portas são uma que dá serventia do predio, e as outras duas estão fechadas."
Podemos pois concluir que a data de demolição, foi posterior a Setembro de 1887, e não cerca de 1880 como surge escrito nas fotos do Estúdio Mário Novais.

 Texto in "O Ocidente : revista ilustrada de Portugal e do estrangeiro", N.º 313 ( 1 Set. 1887 )

Palácio do Duque do Cadaval.jpg

 Palácio do Duque do Cadaval, foto do Estúdio Mário Novais, in a.f. C.M.L.

11.jpg

 "O Ocidente : revista ilustrada de Portugal e do estrangeiro", N.º 313 ( 1 Set. 1887 )

Propriedade da casa Cadaval.jpg

Propriedade da casa Cadaval, foto do Estúdio Mário Novais, in a.f. C.M.L.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Calendário

Dezembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Pesquisar

 

Visitante

Tradutor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D