Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Paixão por Lisboa

Espaço dedicado a memórias desta cidade

Paixão por Lisboa

Espaço dedicado a memórias desta cidade

Pátio do Geraldes

"Do lado direito da rua de Entremuros, ao fundo de um caminho que se abre em frente da travessa da Fábrica dos Pentes, fica o Páteo do Geraldes. Dentro do páteo — a fachada principal voltada ao poente — o palácio.
Entremos no terreiro. Eu digo ao leitor o que se via há poucos anos ainda. A casa dos Geraldes, sacrificada ao desenvolvimento urbano vai-se derruindo aos poucos. As altas chaminés cónicas que eram tanto da fisionomia do sitio, já lá foram; o resto irá indo."
É desta forma que  Gustavo Matos Sequeira nos apresentava a entrada no Pátio dos Geraldes no primeiro quartel do séc. XX, na sua obra "Depois do terremoto; subsídios para a história dos bairros ocidentais de Lisboa", Vol. IV, impressa em 1933. conheçamos um pouco mais deste palácio e do seu pátio.
Este pátio fazia parte de uma Quinta dos Padres da Congregação do Oratório de São Filipe Nery, adquirida pelo desembargador Bartolomeu José Nunes Cardoso Geraldes de Andrade, por volta de 1775.
Fez-lhe este obras, e, em 1779, já lá se achava residindo o desembargador e sua família, com trinta e seis criados e escravos.
O palácio dos Oratorianos, passou então, a pouco e pouco, a chamar-se «do Geraldes».
Em parte do palácio esteve instalada de 1813 a 1818 o Colégio de Nossa Senhora da Conceição, em 1819, mudou-se o Colégio, para outra casa, e ficou parte da casa devoluta. Nesse ano foi habitar o palácio D. José Sebastião de Saldanha e Daun com sua mulher D. Leonor Manuel de Vilhena e numerosa prole.
Em Agosto de 1831 foi a propriedade vendida em hasta pública, e em 1836, um anúncio indicava o arrendamento da quinta.
Arrendou a casa o Marquês de Penalva, e em 1841 surgia de novo anúncio para o seu arrendamento.
João José Vaz Preto Geraldes e sua mulher D. Joana Carlota Geraldes de Bourbon, habitaram o palácio, de 1844 a de 1845, voltando outra vez a ser mencionados em 1848.
De 1864 a 1871, o Conselheiro Joaquim José Marques Caldeira, morou aqui e, em 1867, os Condes de Farrobo, o Conde de Tavarede e a Condessa de Prado e Silva ocupavam todo o andar nobre.
Em 1869 tinha o palácio um ilustríssimo inquilino, nada menos do que o marechal duque de Saldanha.
A última proprietária do palácio foi a condessa de Foz de Arouce que o herdou de seu pai o marquês da Graciosa, Fernando Afonso Geraldes de Andrade Barba, neto do Desembargador Bartolomeu José Geraldes Cardoso de Andrade.

Em 1914, no âmbito do "projecto da 1ª zona da Picoas", no qual constituía a parcela nº 18, o edifício e restante propriedade, é expropriada por utilidade pública pela Câmara Municipal de Lisboa, em sessão de 3 de Abril de 1914.

Em 1939, ainda subsistiam as bases das chaminés cónicas do edifício.

 

Pátio do Geraldes, sd, foto de José Arthur Leit

Pátio do Geraldes, s/d, foto de José Arthur Leitão Bárcia, in a.f. C.M.L.

Quinta dos Padres da Congregação de S. Filipe Ne

Quinta dos Padres da Congregação de S. Filipe Nery a vermelho, e o Palácio dos Geraldes a amarelo, in "Depois do terremoto; subsídios para a história dos bairros ocidentais de Lisboa", Vol. I, de Gustavo Matos Sequeira.

Planta Topográfica de Lisboa 9 I, 1911, sw Albert

Planta Topográfica de Lisboa 9 I, 1911, de Alberto de Sá Correia, in A.M.L.

Projecto da Rua Castilho.jpg

Projecto da Rua Castilho, com a Planta da propriedade da Condessa de Foz de Arouce, Maria Joana de Bourbon Melo Geraldes, herdeira do Marquês da Graciosa, que constitui a parcela nº 18 do projecto da 1ª Zona das Picoas, denominada Pátio do Geraldes e cuja expropriação por utilidade pública foi declarada pela Câmara Municipal de Lisboa, em sessão de 03 de Abril de 1914, in A.M.L.

p.jpg

in "Depois do terremoto; subsídios para a história dos bairros ocidentais de Lisboa", Vol. IV, de G. de Matos Sequeira

p1.jpg

in "Depois do terremoto; subsídios para a história dos bairros ocidentais de Lisboa", Vol. IV, de G. de Matos Sequeira

Pátio do Geraldes, sd, fotógrafo ni, in a.f. C.M

Pátio do Geraldes, s/d, fotógrafo n/i, in a.f. C.M.L.

-----

Adenda às 00:19 H, do dia 20/6/2017

ea-142-a_0017_9_t24-C-R01501.jpg

Pátio do Geraldes, por trás do Pavilhão Real, 1888, prova em albumina, de Augusto Bobone, in "Exposição Pecuária Nacional em 1888 : photographias 1888", B.N.P.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Pesquisar

 

Visitante

Tradutor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D