Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Paixão por Lisboa

Espaço dedicado a memórias desta cidade

Paixão por Lisboa

Espaço dedicado a memórias desta cidade

O aterro em Alcântara

O sr. engenheiro Vieira da Silva, na sua noticia histórica sobre "A Ponte de Alcântara e suas circunvizinhanças", informa como "ao mesmo tempo que avançava o trabalho da abóbada de cobertura do caneiro se ia assentando sobre ela uma via férrea para ligar a estação de Alcântara, que passou a chamar-se de Alcântara-terra, com a estação da linha férrea do Cais do Sodré a Cascais, designada por estação de Alcântara-mar, situada sobre o caneiro, perto do cruzamento da actual rua do Cais de Alcântara com a avenida da Índia."

E acrescenta.:

"No caneiro de Alcântara começava, para montante do Tejo, a 1.ª secção das obras do Porto de Lisboa, inauguradas em 31 de Outubro de 1887, e ai essas obras fizeram avançar para o sul o aterro sobre o rio, achando-se actualmente os terraplenos assim obtidos cobertos com fábricas, armazéns, entrepostos, recintos para armazenagem de mercadorias, instalações para os serviços da exploração do porto, etc ... O caneiro de Alcântara foi prolongado através desses terrenos em alinhamento recto, com cobertura de abóbada, até ao cais marítimo de atracação, com o comprimento total aproximado de 815 metros, contado desde a antiga ponte de Alcântara. Este trabalho foi feito por conta da Companhia Real dos Caminhos de Ferro, pelo mesmo empreiteiro H. Hersent, e concluiu-se em 16 de Agosto de 1890."

Obras do Porto de Lisboa na Doca de Alcântara, an

Obras do Porto de Lisboa na Doca de Alcântara, ant. 1890, foto de Legado Seixas, in a.f. C.M.L.

14.jpg

in "Dispersos", Vol. III, de Augusto Vieira da Silva

11.jpg

in "Dispersos", Vol. III, de Augusto Vieira da Silva

12.jpg

in "Dispersos", Vol. III, de Augusto Vieira da Silva

13.jpg

 in "Dispersos", Vol. III, de Augusto Vieira da Silva

Atlas da carta topográfica de Lisboa, n.º 56, 18

Atlas da carta topográfica de Lisboa, n.º 56, 1857, de Filipe Folque, in A.M.L.

Doca de Alcântara, post 1890, foto de Legado Seix

Doca de Alcântara, post 1890, foto de Legado Seixas, in a.f. C.M.L.

Panorâmica sobre a zona de Alcântara, 1906, foto

Panorâmica sobre a zona de Alcântara, 1906, foto de Legado Seixas, in a.f. C.M.L.

Fotografia aérea da zona do Viaduto de Alcântara

Nesta imagem dá para perceber a extensão do aterro, para as obras do porto de Lisboa. Fotografia aérea da zona do Viaduto de Alcântara, 1971, foto de Armando Serôdio, in a.f. C.M.L.

 

 

Porto de Lisboa em 1903

"Segundo as disposições regulamentares da policia do porto, que estão em pratica, póde considerar-se este ancoradouro dividido pela fórma seguinte: o espaço comprehendido entre a Madre de Deus e o torreão de oeste da Praça do Commercio é destinado aos navios mercantes, que estão á carga e descarga; o chamado quadro da Alfandega, onde estão quasi todos estes navios, estende-se desde o Caes das Columnas até ao Arsenal do Exercito; entre o torreão de oeste da Praça do Commercio e o Caes do Sodré, estacionam os navios de guerra nacionaes; entre o Caes do Sodré e a linha tirada da rocha do Conde de Obidos ao Caes de Cacilhas, os navios mercantes descarregados ou em concerto; desde a linha ultima indicada até ao rio de Alcantara, os navios de guerra estangeiros; desde o rio de Alcantara até á Torre de Belem, os navios em franquia ou arribados; finalmente, desde as proximidades do Lazareto até ao meio do rio, estacionam os navios em quarentena.
Todos os navios que, largando do ancoradouro, pretendem sair a barra, e o não podem conseguir por causa do tempo, dão fundo em S. José de Ribamar, onde aguardam occasião favorável."
in "Portugal Pittoresco e Illustrado - Lisboa", 1903, de Alfredo Mesquita

Embarcações à vela no rio Tejo.jpg

 

Embarcações no Tejo, foto do espólio de Eduardo Portugal, sem data, in a.f. C.M.L.

Planta hydrographica da barra e porto de Lisboa pu

Planta hydrographica da barra e porto de Lisboa, João Veríssimo Mendes Guerreiro, Direcção Geral dos Trabalhos Geodésicos, 1878-1879, in http://purl.pt/16767/2/

Embarcações no porto de Lisboa, início séc. XX

Embarcações no porto de Lisboa, início séc. XX, foto de José Chaves Cruz, in a.f. C.M.L.

 

As obras do porto de Lisboa 1887- 1909

Por Carta de Lei de 16 de Julho de 1885 foi o Governo autorizado a adjudicar a construção das obras do porto de Lisboa, o projecto a executar era da autoria dos engenheiros portugueses João Matos e Adolfo Loureiro, tendo o rei D. Luís inaugurado, em 31 de Outubro de 1887, o início das primeiras obras entre a Torre de Belém e Santa Apolónia. 

Obras no porto de Lisboa, ni.jpg

Obras no porto de Lisboa, fotógrafo n/i, s/d. in a.f. C.M.L.

Obras do Porto de Lisboa4.jpg

Obras do porto de Lisboa, construção da doca na Rocha Conde de Óbidos, vendo-se do lado direito da foto a escadaria do Miradouro da Rocha Conde de Óbidos e também as torres da Igreja S. Francisco de Paula. fotógrafo n/i, s/d. in a.f. C.M.L.

Porto de Lisboa purl 3481.jpg

Cartografia do Porto de Lisboa. Data, 1887. in http://purl.pt/3481/3/

Em 3 de Outubro de 1904 a revista lllustração portugueza, legendava deste modo a sua fotografia:
"As obras do porto de Lisboa são um dos mais importantes melhoramentos da capital."..."Lindíssimo no seu aspecto, com as margens bordadas de verdura e de montes que se alteiam, o Tejo corre a alargar-se, a tocar os paredões fortes, a entrar nas docas onde se fazem já bem importantes trabalhos."..."A muralha das obras acompanha o Tejo quasi até Cascaes partindo d'além de Xabregas e é muito sólida e ao mesmo tempo simples e de bello effeito, tendo resistido até agora aos embates das ondas que por vezes são fortes e altaneiras."

3 de Outubro de 1904.jpg


lllustração portugueza, de 3 de Outubro de 1904, in Hemeroteca Municipal de Lisboa

porto de Lisboa, doca de Santos,1.jpg

Obras do porto de Lisboa, fotógrafo n/i, s/d. in a.f. C.M.L.

Obras do porto de Lisboa2.jpg

Obras do porto de Lisboa, foto de Legado Seixas, 1890. in a.f. C.M.L.

Obras do porto de Lisboa1.jpg

 Obras do porto de Lisboa, fotógrafo n/i, s/d. in a.f. C.M.L.

 

Obras do porto de Lisboa3.jpg

Obras do porto de Lisboa, fotógrafo n/i, s/d. in a.f. C.M.L.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Calendário

Maio 2017

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Pesquisar

 

Visitante

Tradutor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D